Express Medical

Conheça nossa loja Online: www.expressmedicalstore.com.br

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Problemas no controle do diabetes causam perda de até 15 horas de trabalho por mês


O mau controle do diabetes pode gerar dificuldades no ambiente de trabalho. Uma em cada cinco pessoas com diabetes perde até 15 horas de trabalho por mês devido à queda no nível de açúcar no sangue, chamada de hipoglicemia. É o que relata uma pesquisa feita nos EUA, Reino Unido, Alemanha e França.
A hipoglicemia é causada por alguns tipos de tratamento que podem diminuir a taxa de açúcar além do necessário. Os sintomas são suor, tremedeira, náuseas, dor de cabeça e confusão mental. Os episódios hipoglicêmicos podem acontecer à noite e uma em cada cinco pessoas relatou ter chegado atrasado ou perdido um dia inteiro de trabalho por causa de uma hipoglicemia noturna.
A manutenção do bom controle glicêmico, com o tratamento bem ajustado, minimiza os episódios de hipoglicemia, além de diminuir os picos de altas concentrações de glicose no sangue que podem levar ao aparecimento de doenças relacionadas.
Segundo Ione Taiar Fucs, advogada e presidente da Associação de Diabetes Juvenil (ADJ), uma pessoa que tenha um episódio de hipoglicemia severa durante o expediente deve procurar o pronto-socorro ou o posto de saúde mais próximo e, após ser atendido, obter o atestado médico para apresentar à empresa caso necessite ficar afastado.
A legislação não prevê afastamento do trabalho em caso de hipoglicemia sem o atendimento médico – hipoglicemias leves podem ser tratadas apenas com o consumo de um alimento com glicose  – então isso depende da política da empresa. Para não correr risco de a falta ser considerada injustificada, é preciso levar atestado.
Segundo a advogada, o empregador não pode demitir um funcionário por causa de episódios recorrentes de hipoglicemia, pois isso poderia caracterizar discriminação. Mas a pessoa é quem deve verificar por que seu controle está tão instável. “Se o descontrole estiver relacionado às condições de trabalho, o funcionário poderá conversar com a empresa e tentar trocar de local ou obter melhores condições”, comenta Fucs.
Fonte: Uol Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário