Express Medical

Conheça nossa loja Online: www.expressmedicalstore.com.br

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Cansaço ou Doença?


Final de ano é uma época de cansaço e não há paciente que não se queixe dele. Na dependência da intensidade da queixa, fica difícil entendermos se se trata de doença ou de puro cansaço. Os sintomas se misturam e a sensação é de cansaço mesmo, aliado a dificuldade de memorização, sonolência ou insônia e desânimo. As jornadas de trabalho são intensas e as metas, impossíveis de serem alcançadas. As demandas pessoais, familiares e profissionais se acumulam e sobrecarregam ainda mais nossas vidas e nosso tempo curto.
Para os mais cuidadosos, que geralmente procuram os consultórios médicos nos finais de ano, com o objetivo de por a saúde em ordem, a queixa é a regra. O cansaço permeia todas essas consultas médicas, com intensidade variável. Para os mais afoitos, que vem para fazer um check-up sem se queixarem de nada, a resposta é certeira quando indagamos pela sensação de cansaço. Aí então as queixas se prolongam por grande parte da consulta.
Como a tireóide é o grande bode expiatório de queixas vagas como cansaço, ganho de peso, queda de cabelos, sonolência e desânimo, as pessoas muitas vezes vêm para terem uma avaliação hormonal.  A expectativa é tão grande em encontrarmos uma causa médica para o cansaço que algumas vezes ficamos constrangidos, imaginem só, em explicar que tais pessoas não tem nenhum problema de saúde.
Não haveria uma vitamina para tão desconfortável sintoma? Lembram do comercial da TV em que uma pessoa se arrastava de cansaço e depois de tomar uma vitamina super, mega, plus, aparecia linda e maravilhosa, aparentando todo vigor e energia tão desejados. A expectativa é tamanha que ficamos tentadas em dizer que sim, e prescrever uma dessas maravilhas do marketing de medicamentos. Por incrível que pareça 30% das pessoas nesse estado de cansaço melhoram com um complexo vitamínico. Não por causa de um efeito real, mas pelo conhecido efeito placebo, no qual comprovadamente há melhora dos sintomas pela simples indução psicológica de estarem tomando um medicamento que elas acreditem que funcione. Infelizmente a melhora é passageira e os resultados são frustrantes.
Assim, a maioria dos pacientes com tais queixas só estão cansados. Exaustos. Necessitam de descanso e lazer. E não há um tempo melhor para conseguir isso nas festas e férias de final de ano. Aproveitem as suas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário