Express Medical

Conheça nossa loja Online: www.expressmedicalstore.com.br

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Alimentação ideal para diabéticos


Conheça os alimentos benéficos e os vilões para quem tem esse distúrbio

Todos sabem que o portador de diabetes pode viver muito bem se tiver uma alimentação adequada e conseguir manter o índice de glicemia controlado.

Mas, o que pouca gente sabe é que não é preciso nenhum grande esforço ou sacrifício para manter a dieta ideal, basta ingerir os alimentos corretos.

Confira abaixo o que deve ser evitado, ou ingerido com bastante moderação: Açúcar, frituras, bebidas alcoólicas, chocolate, doces em geral, mel, melado, rapadura, tortas (doces ou salgadas), massas, refrigerantes, sorvetes, carnes gordurosas, pele de aves, embutidos (salsicha, linguiça, salame e mortadela), industrializados (sopas em pacote, atum e sardinha enlatados, caldo de carne concentrado) e condimentos (molho inglês, shoyu, catchup).

Algumas frutas também devem ter ingestão moderada, como abacate, caqui, uva, figo, manga e jaca.

Já algumas combinações também devem ser restritas. Por exemplo: Legumes com arroz (a não ser que você substitua a porção de arroz): como beterraba, mandioca, mandioquinha, cará e abóbora. É fundamental evitar o arroz nesses casos, pois os dois alimentos contém carboidratos e, se ingeridos juntos, à um aumento na taxa de glicemia.

Uma alimentação rica e variada, com carboidratos compostos, que aumentam a sensação de saciedade,é regada por frutas (maçã, pêra, laranja, mamão, melão e banana); verduras (acelga, escarola, almeirão e brócolis); legumes (abobrinha, vagem, chuchu e cenoura); carne bovina magra, peixes e frango (assados, grelhados ou cozidos).

As bebidas que podem ser ingeridas são: leite, café, chá, suco de limão(todos sem açúcar) e refrigerantes dietéticos.

E ainda queijo fresco, margarina, iogurte, gelatina e geleia dietética, bolacha de água e sal, torrada não doce e pudins com adoçante.


Para finalizar, devemos lembrar que um diabético não precisa se privar totalmente de alimentos como chocolates ou embutidos, por exemplo, mas deve se controlar e comer pequenas quantidades, além de sempre monitorar os níveis de glicemia.  O acompanhamento médico freqüente é de extrema importância.

Um comentário: